Novo design é assinado pela Agência Woau! Resenha - Veneno Filmes - X-men - Clube de compras Dallas Resenha - Feita de fumaça e osso
8

[ FILMES ] A Menina Que Roubava Livros


E mais uma vez passei a adaptação na frente do livro. Mas foi impossível resistir. Fevereiro não chegou com lançamentos muito atrativos e como não estava me contendo de ansiedade resolvi ver de uma vez A Menina Que Roubava Livros, lançado em meados de Janeiro. O resultado foi uma experiência tocante e que me deixou muito curioso para conferir a obra original.


Sinopse:
Durante a Segunda Guerra Mundial, uma jovem garota chamada Liesel Meminger (Sophie Nélisse) sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo (Geoffrey Rush), ela aprende a ler e partilhar livros com seus amigos, incluindo um homem judeu (Ben Schnetzer) que vive na clandestinidade em sua casa. Enquanto não está lendo ou estudando, ela realiza algumas tarefas para a mãe (Emily Watson) e brinca com a amigo Rudy (Nico Liersch).                                 
Comentários:

Como disse acima, ainda não li o livro, então minhas impressões são absolutamente baseadas no filme, deixando de lado qualquer omissão ou alteração da qual sempre reclamamos quando se trata de uma adaptação. Sendo assim, posso dizer que fiquei extasiado com o que vi.


Sophie Nélisse dá vida Liesel Meminger, a ladra de livros mais querida do mundo. E acho que eles não poderiam ter encontrado uma garota melhor para o papel. A menina transmite muito bem os sentimentos latentes na personagem e é impossível não rir ou se emocionar em diversos momentos.

Um aspecto interessante desse filme é que o expectador consegue perceber o quanto o regime nazista afetou a vida daqueles personagens. Liesel perde o irmão, é separada da mãe comunista, obrigada a viver com dois completos estranhos. Rudy não pode expressar publicamente sua admiração por um ídolo pelo simples fato dele ser negro. E por falar em Rudy, esse foi outro personagem encantador. Aliás, amei a maioria dos personagens. Até mesmo a Rosa, com todo aquele jeito rabugento e durão no fundo é um amor de pessoa.

E por fim, preciso falar da evolução da protagonista. A princípio uma menina brutalhona que mal sabia escrever o próprio nome, Liesel dá a volta por cima e encontra nos livros uma fuga para aquela realidade muitas vezes aterradora. A cada no livro roubado, os momentos de solidão da garota se tornam menos opressores, aqueles que partiram podiam ser novamente encontrados e os que sofriam confortados.

Sinceramente não tenho críticas negativas a fazer. O filme me agradou em todas as suas tomadas. Foi emocionante reviver um momento tão turbulento de nossa história sobre a perspectiva de uma menina especial a ponto de em vida chamar a atenção da Morte. Muito recomendado para todas as idades.

8 comentários:

  1. Oi querido!

    Eu li o livro mês passado, em preparação para o filme. Fiquei encantada com a adaptação, achei bem feita, mas ao mesmo tempo senti falta de uma emoção maior. Isso não quer dizer que eu não tenha me emocionado não, várias lágrimas rolaram... Mas o livro mexeu mais comigo, acho que tinha as expectativas altas demais sabe?

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mandy,

      Entendo absolutamente. Certamente se eu já tivesse lido o livro, teria uma ou outra reclamação a fazer. É ótimo saber que ele é mais intenso que o filme, me anima logo a ler.

      Abraços!!!

      Excluir
  2. Bom saber que você gostou tanto. Ainda preciso pensar em que malabarismos farei para assistir. :/

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi,

      Ah, assista sim. É muito lindo :-)

      Abraços!!!

      Excluir
  3. Ei Jeff

    Eu preciso ver logo o filme, mas não tive tempo ainda.
    O livro é dos meus favoritos, lindo demais. Mas já faz muitos anos que li.
    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nan,

      É lindo mesmo. Fiquei grande parte do filme emocionado.

      Abraços!

      Excluir
  4. Estou arrepiada, sério!! Acredita que no cinema furreca da minha cidade ainda não estreou? Estou doida. Quero tanto assistir, mas tenho medo de inundar o cinema. hahaha
    Adorei suas impressões e fiquei ainda mais ansiosa para conferir.
    E leia o livro!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Assim como você não li o livro (mas estou louca para ler) e também não vi o filme mas quero muito ver!
    adorei a resenha
    beijos
    leitoraemlondres.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá, obrigado pela visita!!!